Luz

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Di Art Blogger

O psicólogo aconselhou-me um Blog e perdeu uma paciente.

Di Art Blogger

O psicólogo aconselhou-me um Blog e perdeu uma paciente.

I - Malditos Antidepressivos que me Salvaram a Vida...

"Já consigo vislumbrar um pouco dos meus joelhos quando olho as minhas pernas, o inchaço está a começar a passar."

Deu por ela sentada na banheira a acaricia-los, aos joelhos, a tocar-lhes, ao de leve, percorrendo os ossos que os constituem e a senti-los, lentamente.

"Malditos antidepressivos que me salvaram a vida, olhem o estado em que me puseram."

Aumentou 14 Kg, retenção de líquidos e celulite, alienação de sentimentos, viveu á margem mas não na margem, só porque se esforçou, e foi muito “Caminho com eles mas não sou um deles”,tantas as vezes que o pensou.

Dois anos de congelamento emocional, dois anos de espera, dois anos para não mais sentir “aquilo”.

"Um dia, deixo os malditos antidepressivos" e deixou, quando chegou o dia.

Voltou a sentir toda aquela dor que mobiliza, aquela magoa, aquele sentido de injustiça, dois anos para estar mais forte e mentalizada para aguentar o turbilhão de dor que continua lá, e que ELA vai ter de vencer.

"Acreditei piamente nessa altura que se é capaz de morrer de tristeza."

" Hoje dei por mim a sentir, á que tempos que não sentia nada, e a esboçar um ligeiro sorriso, quando apreciei os meus joelhos e massajei as pernas até aos tornozelos e senti todos os seus ossos; ja não estou inchada."

Hão de não perceber o que significa isto, uns felizardos. Tão simples, tao pouco, são assim as vitórias desta doença.

Di

1 comentário

Comentar post