Luz

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Di Art Blogger

O psicólogo aconselhou-me um Blog e perdeu uma paciente.

Di Art Blogger

O psicólogo aconselhou-me um Blog e perdeu uma paciente.

Dúvida Inquietante

Ontem, dia 8 de Março comemorou-se o dia Internacional da Mulher, como todos sabemos.

Eu, que sou uma defensora fervorosa da igualdade e dos direitos humanos, acho que a igualdade se consegue tratando por igual, e não festejando o óbvio.

Se não existisse o dia da mulher, isso seria um bom sinal de que não existia nenhum preconceito a esse nível.

Eu que fico assim meio que incomodada quando me dão os parabéns por ser mulher. Imagino assim como se me estivessem a dar os parabéns por ter olhos castanhos, ou por ter pele clara. Nasci assim. Não são louros meus. 

 

Mas depois, leio sobre todas aquelas mulheres que tanto lutaram e se sacrificaram por este mundo mais igual, e fico assim meio que a achar que talvez devêssemos mesmo comemorar este dia. Por elas.

Mas depois penso outra vez: será que elas não lutaram por isso mesmo? Por um mundo que não se lembre mais que um dia as mulheres foram desiguais?

Mas depois penso outra vez, a verdade é que as mulheres ainda são tratadas de forma diferente, em países longínquos, em casas bem perto. Apesar de não fazer parte da minha realidade, eu sei, ainda existe.

Entretanto paro de pensar porque já estou cansada.

 

Bom! Isto foi só para terem uma ideia do que vai na minha cabeça, mas a minha duvida é outra.

Então! Eu, pensando assim, não deveria ficar aborrecida pelo fato de o meu Amor, ontem, não me ter desejado feliz dia, dado os parabéns, uma flor ou qualquer mimo relativo ao dia da mulher. Certo?

Não deveria ter ficado aborrecida depois deste dialogo:

 

Ele: Hoje comemoraram o dia da Mulher, lá na empresa.

Eu:. Lá na empresa e em todo lado.   

Ele: Sim. A empresa deu flores para todos distribuírem pelas mulheres da sua equipa. Andei a distribuir flores depois de almoço.

Eu:. Silêncio.

Ele: silêncio.

Silêncio. Silêncio. Silêncio.

 

Nada. Nadica de nada. Andou a distribuir flores a outras mulheres (bem sei que foi a empresa que comprou e deu o mote), diz-me isso e não se lembra que sou mulher?

Mas pela minha linha de pensamento, não é isto mesmo que eu procuro? Um homem que me veja como igual a ponto de não me dar um tratamento especial num dia do ano?

 

#AlguemTemManual ? 

 

3 comentários

Comentar post