Luz

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Di Art Blogger

O psicólogo aconselhou-me um Blog e perdeu uma paciente.

Di Art Blogger

O psicólogo aconselhou-me um Blog e perdeu uma paciente.

A Art do piropo

O melhor piropo de sempre – quem quiser reclamar o titulo que se oponha, por agora é meu.

piropo (1).jpg

 

Antes disso e a propósito do piropo, e da sua atual punição legal, pregunto eu: já catalogamos o grau do piropo? Pergunto mais: será justo punir alguém que não sabe “piropar” sem primeiro formar? Alguém lhes ensinou a arte?  

Porque isto de:

                       Um bom piropo pode arrancar um sorriso

                       Um mau piropo pode levar coima, quiçá prisão

É um risco muito grande e prevejo já formações nesta arte de “piropar” para não corrermos riscos.

 

Eu, que já fui “piropada” q.b. nesta minha pequena vida – Fiu Fiu! E como daqui para a frente a média tenderá a reduzir, vou-vos contar aquele que elegi, e que se deverá manter, como o melhor piropo que já ouvi, e questionar-vos se: mando prender o autor?

 

A minha mãe mora no centro de uma cidade, mesmo na rua principal, onde os estacionamentos são raros, e ali à porta, mesmo a jeito, tem um lugar sempre livre, um lugar para deficientes, reservado a um irmão de uma vizinha, que eu até conheço.

Estou com toda esta explicação para tentar minimizar o fato de certo dia ter estacionado nesse lugar para deficientes (o nosso Presidente também o faz – não me julguem) por um minutinho, só ia mesmo subir por um minuto.

 

Assim que saio do carro, passo por dois jovens sentados à porta do prédio, um deles olhando para mim diz em alto e bom som:

- Olha lá o monumento, e é deficiente, imagina se não fosse!

 

You can. We Can!

piropo.jpg

 

Je suis piropo, e o Sarkozy est também que eu sei! 

 

 

 Di Art Blogger 

 

6 comentários

Comentar post